O quarto azul e o coração contente

No dia em que eu tirei essa foto eu estava muito contente, muito mesmo. A minha amiga Bela estava comigo nessa aventura e pode confirmar isso.

Eu morava em um quarto que provavelmente tem o tamanho do seu banheiro, isso se o seu banheiro não for grande. De verdade, era muito pequeno esse quarto. Nele eu tinha uma cama de solteiro que vivia caindo comigo e com tudo no chão, ela simplesmente se desmontava do nada. Neste quarto tinha também uma mesinha e por mais um pouco não dava para por uma cadeira para sentar nela no espaço que ficava entre ela e o “pés” da cama. E tinha um guarda roupa de alvenaria, com duas portas de correr de madeira antiga e bem pesadas que também vivia caindo, e pior que algumas vezes caíram em cima do meu pé. “Peeensanumador”!

E qual a razão de falar sobre isso? A razão é a gratidão que transborda aqui em meu coração ao ver todo caminho percorrido e perceber quem em tudo Deus nos ensina, e que em tudo Ele cuida de nós e em todo tempo supre todas as nossas necessidades.

Eu fui muito feliz ali, e durante todo o tempo eu vi a mão de Deus sobre a minha vida. Eu tenho centenas de milagres para contar que vivi neste tempo. Eu cresci, amadureci, aprendi. Tiveram momentos bem difíceis também nesta “estrada”, mas em todos Deus estava lá, comigo.

Neste dia eu pintei o “quartinho” (chamado de meu lugar secreto e às vezes nárnia), pintei todinho de azul.

Azul é uma das cores que amo e que me acalma muito. Eu gosto de cores clarinhas, suaves, pastéis e neste dia o azul foi a cor escolhida. E eu o deixei bem “azulzinho”, e pintei as prateleiras e a mesa de branco. Ficou fofo!

Depois decorei coloquei as fotos que sempre são bem presentes na minha vida (eu amo fotografia) e outros mimos.

E foi uma imensa alegria depois desfrutar dele limpinho e cheiroso. O “novo quartinho” para me acomodar neste tempo tão precioso e inesquecível da minha vida.

Tempo em que dividi a pasta de dente e o pão. Tempo em que aprendi a conviver e amadurecer com os diferentes temperamentos e rotinas. Tempo em que vi pessoas sendo curadas no seu interior e melhoradas a cada dia. Crescendo tornando-se cada vez mais feitas à imagem e semelhança do Criador. Pessoas que assim que como eu deixaram o lar, a família, a zona de conforto, para um desafio e um propósito maior que elas mesmas.

Certamente eu faria tudo outra vez, viveria tudo outra vez. Hoje eu coleciono memórias e guardo muita saudade.

Deste tempo eu levo comigo no coração pessoas incríveis que foram acrescentadas em minha vida. Amizades extraordinárias e lembranças que fazem as lágrimas rolarem de tanta gratidão.

Fui muito feliz neste quartinho, neste tempo e com tudo que aprendi e agreguei de lá até aqui.

É isso…
Queria compartilhar.

E aproveito para dizer que a melhor coisa da vida é a gente viver em gratidão pelo que temos hoje (todo esse relato era o meu “hoje” daquele tempo) e viver cada dia com gratidão e contente com que temos é muito saudável e faz da nossa vida muito mais leve.

Seja feliz e grato pelo o que você tem e jamais despreze um pequeno começo.

A vida pode ser muito mais bonita só depende de como você a leva.

Oficial

5 comentários em “O quarto azul e o coração contente

Deixe aqui o seu recadinho ou comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s