Tchau, primeiro trimestre de gestação. 

O primeiro trimestre de gestação é incrível! É o tempo de descobrir, se emocionar, surpreender… e a ficha parece nunca cair. Por muitas vezes ficamos perguntando para si mesmos: “Estamos mesmo grávidos?”

É tudo muito surreal! É neste trimestre também que a mamãe experimenta os enjoos e náuseas contínuas. No meu caso, cólicas também foram bem presentes. O repouso indicado foi feito e para glória de Deus, não houve mais complicações. Apenas, dores, muitas dores, mas nenhuma delas me tiraram a alegria de viver o privilégio e a emoção de ser mãe. 

 A primeira ultra é inesquecível… 

E ouvir pela primeira vez o coraçãozinho do seu bebê é tão maravilhoso que faltam palavras para explicar. Iniciar o pré natal é uma delícia. Papai e mamãe estão curtindo junto cada segundo da vida do bebê que está sendo gerado e é tão sonhado e esperado. Pedro ou Laura, quem vem primeiro? Essa é a pergunta do nosso coração. E a certeza de que, quem for que esteja vindo, será tão bem vindo(a) e amado(a) por nós.

Só temos motivos para agradecer!

É no primeiro trimestre  que também vivemos a emoção de ouvir: “Tudo bem com o bebê, papai e mamãe!” no exame de translucência nucal. 

Em alguns casos os pais já saem do exame (ultra) com um palpite do sexo do bebê, mas não foi o nosso caso. Nossa médica prometeu que na próxima ficaremos sabendo com certeza. Então, vamos aguardar! 

Na despedida do primeiro trimestre a barriguinha surgiu, tomou forma quase que dá noite para o dia. E é realmente um sonho ver o corpo com as novas curvas, curvas cheias de amor. 

Obrigada, Aba! 

Obrigada por tornar mais um sonho real em nossas vidas.

Vem bebê, Papai e Mamãe estão te esperando! 

Bem vindo, segundo trimestre de gestação! 

Estamos Grávidos! 

Será um mundo rosa ou mundo azul? Nós queremos e sonhamos tanto com o nosso Pedro e com a nossa Laura que nem sabemos o que dizer. Estamos apenas na expectativa de descobrir quem virá primeiro. 

Se estamos alegres? Estamos demais, estamos como quem sonha! Filhos são herança do Senhor e fomos abençoados com a dádiva de gerar e participar deste lindo plano de Deus. 

Como descobrimos?

Já estávamos imaginando e esperando e então escolhemos um domingo pela tarde para fazer o primeiro testes (de farmácia) para confirmar a nossa gravidez. Foi surreal, quando lista bem franguinho apareceu indicado um positivo, vivemos um misto de emoções. A mamãe aqui chorou muito e o papai tinha o maior sorriso no rosto maravilhado e lindo.

No restante do dia a ficha ia caindo lentamente e a medida que falávamos no bebê e em tudo que mudaria e toda essa novidade, chorávamos e sorriamos. Foi muito gostoso viver isso juntos, foi um momento todo e somente nosso. Papai, mamãe, bebê e o nosso amado Jesus.


No dia seguinte, o exame definitivo, o famoso beta HCG, o dia foi longo até que a tarde chegasse ego resultado estivesse em nossas mãos. Mas chegou a hora e agora sim, gestação mais que confirmada! E para marcar essa tão precioso presente, o papai presenteou a mamãe com um lindo anel, para ela sempre lembrar da maravilhosa notícia. 

Vem bebê, o nosso bebê!


Na semana seguinte as primeiras e básicas roupinhas do neném juntamente com um lindo cartão, foram as usadas na hora de darmos a notícia aos avós. E enquanto isso lá no interior do Rio Grande do Norte com a ajuda da priminha Rafa, a bisa também foi surpreendida com a notícia.


E de lá para cá, a vida já não é mais a mesma. Tudo muda! A mamãe vem mudando a cada dia e as roupinhas já não estão servindo tão bem. Anda enjoadinha, mas não tira o sorriso do rosto. O papai a cada dia mais cuidadoso e amoroso, ama conversar com o bebê. Os dois não veem a hora de saber quem está chegando. 

O que vocês acham? Será que a Laura ou o Pedro? Quem chega primeiro? 

Seja quem for, Laura ou Pedro, nossa oração é quem venha com muita saúde e cumpra todos os propósitos de Deus aqui nesta Terra. 

Te amamos, bebê! 

Beijos, Papai e Mamãe.

Mudar exige coragem…

Para viver uma mudança é necessário vencer o medo.

E quer saber? Vale muito a pena, é libertador.

O medo nos atrasa, nos deixa estagnados e impedidos de viver o novo.

O novo só acontece quando abrimos mão do passado, do antigo, do velho.

Eu entendi isso, eu aprendi.

Me lancei e joguei fora todo medo.

Me vesti de coragem e agora quero levar isso para vida.

Quero viver sem medo de mudar.

Dia 3 de junho, 2017.

Finalmente pude cuidar, mudar, fazer algo nos cabelos. E como em tudo Deus nos ensina, com essa mudança de visual, não foi diferente. Ele falou, ensinou, tratou, mudou, transformou.

Deus é incrível, em tudo Ele se move, se mostra, se faz presente.


 

Cíntia Silveira

Diário de Viagem #01 | Aguenta coração

Faltam poucos dias para eu abraçar os meus amores no Rio de Janeiro e o coração está a mil por hora, não só pela expectativa de quem irei abraçar e  rever, mas também por quem eu vou deixar. Pois é, eu vou viajar e o meu amor vai ficar, ou seja, desta vez embarca só metade mim, pois será a primeira vez depois de casados que ficaremos longe um outro.

Temos expectativa de que a saudade nos reservará bons momentos e que pode ser legal ter essa experiência e além disso, preciso dizer que meu maridinho foi muito generoso e sensível ao perceber o quanto rever minha família é importante para mim, pois estou longe da minha cidade, família e amigos já faz um bom tempo. E no casamento, não deu tempo de “matar a saudade” de quem veio, foi tudo muito rápido.

Eu estou contando os dias para ir, mas confesso que com coração apertado por deixá-lo só. Sou muito grata pelo coração generoso do meu marido e pelo presente que já está sendo a viagem até minha família.
A mala está pronta na “listinha” e agora vou começar a organizar de fato, estou pensando em registrar tudo para compartilhar com você, o que acha?
Me conta aqui nos cometários, tá bom?
Ah, e este é apenas o primeiro post do – Diário de Viagem – a minha intenção é levar você comigo nessa aventura de rever quem amo.
Anima?
Estou pensando em gravar alguns vídeos por lá, será que rola?
Deixa aqui sua sugestão de tema, tag, enfim… sua sugestão é mega importante.
Um beeeijo!
Cíntia Silveira

Ninho, casa, casinha, cantinho…

Ninho, casa, casinha, cantinho, cafofo, meu mundinho, não importa que nome se dá, o que importa é estar feliz sempre que chegar a hora de voltar… ❤

Ter para onde voltar é um presente do céu.
Você já parou para pensar que existem milhares e milhares de pessoas no mundo que simplesmente não tem para onde voltar?

E outras milhares que não vê prazer em voltar, pois simplesmente ao abrirem as portas se deparam com um caos do lado de dentro?

E não é apenas um caos no sentido físico ou material, mas um caos no sentido “inteiro”, dentro e fora do espaço e dentro de si e de todos também.

Falta paz, falta respeito, falta zelo, falta amor.

Eu não sei como anda a sua realidade, não sei o que você encontra ao retornar e nem como você se encontra. Mas o que sei eu digo: se você pode voltar, já é um grande dádiva.

Agora resta escolher o que encontrar, deixar, aperfeiçoar, mudar, limpar, cuidar e amar. Em todos os sentidos!

Comece a “faxina” por dentro.
Por dentro de você.Cíntia Silveira